JUNTE-SE A NÓS

Perguntas frequentes

1. Como as metas são medidas?

Um grupo de trabalho de de diversas partes interessadas, presidido pelo Perito Independente, é responsável por monitorar o progresso na implementação do Plano de Acção Regional (PAR). O grupo de trabalho desenvolveu Regras pelas quais o valor é atribuído a cada actividade implementada para a uma meta no PAR.

As regras têm componentes objectivos e subjectivos. Isso porque os indicadores e metas são quantitativos e qualitativos. Além disso, como é muitas vezes difícil representar o progresso qualitativo em valores numéricos, é importante notar que alguns valores atribuídos são mais apropriadamente descritos como fortemente indicativos de progresso do que uma demonstração numérica perfeita dos mesmos. Portanto, os gráficos não devem ser usados rigorosamente para análise comparativa, mas devem ser usados como uma boa estimativa de progresso e de áreas onde os países precisam de apoio.

Se tiver sugestões, comentários, perguntas ou se quiser discutir e engajar no grupo de trabalho sobre os valores atribuídos às metas de um determinado país, Contacte-nos.

2. Por que o Plano de Acção Regional é necessário?

Vinte e oito países da África subsaariana, desde 2006, reportaram colectivamente mais de 600 ataques e outras violações de direitos humanos contra pessoas com albinismo desde 2006. Embora haja esforços contínuos no continente para facilitar a protecção de pessoas com albinismo, bem como melhores condições de vida, uma cultura sustentada de silêncio e impunidade, juntamente com a falta de instrumentos de monitoria, ainda obstruem o pleno gozo dos direitos humanos por pessoas com albinismo. O Plano de Acção Regional para o Albinismo na África (2017-2021) é a primeira plataforma continental a responder directamente às violações dos direitos humanos e suas causas.

3. Como posso contribuir para esta página?

Envie-nos informações ou relatórios clicando Contacte-nos.

Pode discutir informalmente com os outros na nossa Página de Facebook..

AGRADECIMENTOS Queremos agradecer a todas as entidades que submeteram relatórios para este site e aguardamos pelo empenho permanente, incluindo mais relatórios de si. Queremos também agradecer a Patricia Wilocq pelas suas belas fotos premiadas. Finalmente, agradecemos ao Grupo de Trabalho RAP e à equipa da Perita Independente das NU em albinismo.

4. Por que existe um plano de acção apenas na África?

A Perita Independente das NU em albinismo, que impulsionou o estabelecimento desta plataforma, tem um mandato internacional e responde às questões de direitos humanos enfrentadas por pessoas com albinismo em todo o mundo. Nesse sentido, engajou-se com pessoas com albinismo em quase todos os continentes do mundo. Além disso, a Perita Independente é fortemente impulsionada pelo compromisso fundamental dos objectivos de desenvolvimento sustentável das NU, que visa não deixar ninguém para trás, começando com o mais desfavorecido primeiro.

Devido aos limites de recursos e tempo, a Perita Independente prioriza a recolha de informações em todo o mundo, mas também a situação das pessoas com albinismo na África Subsaariana, a partir de onde enfrentam algumas das piores atrocidades.

5. Quem financia a Implementação do Plano de Acção Regional?

O Plano de Acção Regional não é financiado por um único doador ou financiador. É uma plataforma para facilitar o gozo dos direitos humanos por pessoas com albinismo na África Subsaariana através do envolvimento e parceria de diversas partes interessadas. A maioria dos colaboradores do PAR é nacional e trabalha directamente com pessoas com albinismo para alcançar uma mudança real e concreta. Outros trabalham com a Perita Independente das NU para impulsionar esses esforços. Uma vez que o engajamento das partes interessadas varia, de ad hoc a médio prazo, estamos constantemente a buscar apoio em todas as áreas de implementação do PAR.

6. Como posso apoiar a Implementação do Plano de Acção Regional?

Para apoiar a implementação do Plano de Acção Regional, clique no separadorJunte-se a nós. Pode também visitar uma página de país no separador Implementação para ver o país a que pode dar apoio de acordo com o local onde há as maiores lacunas no progresso da implementação. Pode-nos contactar Contacte-nos. para mais discussão.

7. O que posso fazer para ajudar na minha comunidade e escola locais?

Encontre organizações locais de apoio ao albinismo perto da sua área, seja voluntário e dê-lhes doações: https://worldalbinism.org/2015/01/12/albinism-associations-from-around-the-world/

Partilhe o trabalho realizado pela Perita Independente entre seus alunos e colegas: https://www.ohchr.org/EN/Issues/Albinism/Pages/Reports.aspx

Colabore com o seu governo local para descobrir o que está a ser feito em sua comunidade para alcançar as metas do Plano de Acção Regional.: https://www.ohchr.org/EN/Issues/Albinism/Pages/AlbinismInAfrica.aspx

Participe nos eventos do Dia Mundial de Consciencialização sobre o Albinismo: http://www.albinismday.com/#events

Leia notícias locais e internacionais sobre o albinismo

Visite www.google.com/alerts e digite "albinismo" para receber notícias sobre o albinismo directamente na sua caixa de entrada.

Voltar à lista