PONTOS DE ENTRADA TEMÁTICOS

Crianças com albinismo

As crianças com albinismo são particularmente vulneráveis, uma vez que estão expostas a formas de discriminação múltiplas e de intersecção . Além disso, as crianças são particularmente alvos de assassinatos rituais. O Comité Consultivo do Conselho de Direitos Humanos também enfatizou os desafios específicos enfrentados pelas crianças com albinismo nesse sentido.

Questões

  • Crianças com albinismo são frequentemente alvos específicos de ataques devido à crença baseada na feitiçaria de que a inocência de uma vítima de quem órgão são extraídos aumenta a potência de poção para quem os órgãos são usados. Casos reportados pela sociedade civil indicam que as crianças constituem uma grande proporção de vítimas de ataques rituais.
  • Conforme notado pelo Representante Especial do Secretário-Geral sobre Violência contra Crianças, as crianças com albinismo estão em alto risco de abandono, estigmatização e marginalização como resultado de sua aparência, e devido a factores de incapacidade associados à sua condição, tais como deficiência visual e pele sensível.

Acções

  • Formar as crianças em medidas de segurança desenvolvidas por CBM em parceria com a Perita Independente.
  • Realizar todas as acções relacionadas especificamente com as mulheres acima e no Plano de Acção Regional no geral. O apoio às mães fluirá para os filhos.
  • Apoiar a disponibilização de acomodação razoável nas escolas, apoiando a formação de educadores em torno do manual para educadores de alunos com albinismo, pilotado com sucesso na Tanzânia.

Metas

Esta área temática contribuirá para as seguintes metas do plano de acção regional:

MedidasIndicadores
A. Medidas de prevenção1.1; 3.2
B. Medidas de protecção1.2; 2.4; 3.1
C. Medidas de responsabilização
D. Igualdade e não discriminação2.1; 2.2; 2.7; 3.3; 4.1

Desempenho de país

Você está interessado em saber como é que um país específico está a implementar o plano de acção regional? Se assim for, clique aqui

Junte-se a nós

Algo para discutir connosco sobre este tema ? clique aqui

Voltar à lista